(20)

tumblr_mmfe4aaXxU1qg08uio1_1280

Minha única esperança é chegar em algum lugar. Mas não chego. Estou amarrado ao Mastro e minha coleira só me permite descrever a mesma circunferência, de mesmo raio, de novo e de novo e de novo e de novo e de novo e de novo. Eu percorro meus próprios rastros como se fossem de outro alguém, mas nunca entendo que essas pegadas são fantasmas meus. Nunca não fiz assim. A repetição é uma janela. Tropeço nas mesmas pedras porque não tenho memória e porque hei de fingir que ainda há sensação. Ao menos, a extensão dessa corda dá estabilidade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s