(21)

tumblr_l85ztlHBGs1qar0tgo1_500

Vazio. Quando mergulho, caio infinitamente em mim. Não há fim, não há fundo. Começo a imaginar se estou realmente caindo; parece que estou apenas parado do ar. Flutuando no vácuo.

Peso. Sem gravidade, ainda sinto minhas costas suportarem. Às vezes, parece algo vivo por cima dos meus ombros, debaixo da minha pele. Quero me mexer, assustar isso, mas desisto.

Já fui o que poderia ser: nada. O corpo que carrego é apenas peso morto. Não sei o que é a vida. A vida está para além do horizonte dessa existência desértica, uma miragem de oásis. Uma sombra no olho. A vida é desconhecido.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s