(46)

wwwzhanghaiyingcom
Não saber por onde começar é normal. Eu sei. Difícil é continuar carregando, perdido nesse labirinto, o peso de existir. Todos os dias. Ninguém. O que alivia só alarga o vazio, me amarra cada vez mais gravidade aos passos. Quero fazer como outros e rir apesar da navalha na boca, mas me faltam sorte para suportar e disposição para tentar. Todos os caminhos são caminhos nenhum, mas também não há sequer labirinto de que se possa sair. Labirinteio-me como energia para sair, mas me protejo da branquidão do nada lá fora. O que me desola é o que me protege de mim mesmo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s